Olá!

Nós somos os meninos do 4º D da Escola do Paraíso.

Número total de visualizações de página

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Os Poetas - Sebastião da Gama

Sebastião Artur Cardoso da Gama

Nasceu em Vila Nogueira de Azeitão no dia 10 de Abril de 1924.
Faleceu em Lisboa no dia 7 de Fevereiro de 1952, vítima de tuberculose renal, de que sofria desde adolescente.
Foi um poeta e professor português.
Sebastião da Gama licenciou-se em Filologia Românica, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa em 1947. Foi professor em Lisboa, na Escola Industrial e Comercial Veiga Beirão; em Setúbal, na Escola Industrial e Comercial; em Estremoz, também Escola Industrial e Comercial local. Colaborou nas revistas Árvore e Távola Redonda.
A sua obra encontra-se ligada à Serra da Arrábida, onde vivia e que tomou por motivo poético de primeiro plano, e à sua tragédia pessoal motivada pela tuberculose.
Sebastião da Gama ficou para a história pela sua dimensão humana, nomeadamente no convívio com os alunos, registado nas páginas do seu famoso Diário (iniciado em 1949). Literariamente, não esteve dependente de qualquer escola, afirmando-se pela sua temática (amor à natureza, ao ser humano) e pela candura muito pessoal que caracterizou os seus textos.
Fundador da Liga para a Protecção da Natureza, em 1948.
Existe um Prémio Nacional de Poesia com o seu nome.
 No dia 1 de Junho de 1999, foi inaugurado em Vila Nogueira de Azeitão, o Museu Sebastião da Gama, destinado a preservar a memória e a obra do “Poeta da Arrábida”, como era também conhecido.


João Nuno Assunção

Sem comentários:

Enviar um comentário